Em assembleia, alunos da UFS aprovam paralisação no #15M

Aconteceu
Centenas de estudantes se reuniram na Praça da Democracia (Carolina Timoteo/ADUFS)
Centenas de estudantes se reuniram na Praça da Democracia (Carolina Timoteo/ADUFS)

Na última terça-feira (14), véspera da Greve Nacional da Educação, os estudantes da Universidade Federal de Sergipe lotaram a Praça da Democracia em assembleia geral para construir uma agenda unitária de mobilização junto aos professores e técnicos-administrativos. 

A movimentação teve início com oficina de confecção de cartazes e bateria com palavras de ordem para o ato que acontecerá nesta quarta (15), a partir das 14h, na praça General Valadão. 
 
Presidente da ADUFS, o professor Airton Souza fez uma saudação às centenas de estudantes presentes e reforçou o convite para as atividades da Greve Nacional da Educação, como o trancamento da UFS na manhã desta quarta e o ato unificado à tarde no centro de Aracaju. 
 
Chamado à unidade
Estiveram presente representações de mais de 20 diretórios e centros acadêmicos dos campus de São Cristóvão e Laranjeiras. Também marcaram presença movimentos sociais e de juventude: RUA, Afronte, Levante Popular da Juventude, Quilombo, UJC, MTST e o Coletivo de Estudantes Negros Beatriz Nascimento. 
 
Diante da pluralidade de entidades presentes, o coro foi de unidade para a luta em defesa da universidade pública e gratuita. Em comum, uma certeza: o dia 15 de maio já é histórico!
 
Encaminhamentos
Como encaminhamento, foram aprovadas por unanimidade a adesão dos estudantes na paralisação unificada com técnicos e professores; a criação de material unificado contra os cortes na educação pública; convocação de assembleias de cursos por parte dos diretórios e centros acadêmicos; atividade de apresentação da produção de pesquisas dos estudantes na feira do bairro Rosa Elze, na próxima quinta-feira (16), para informar melhor a população sobre a importância da UFS.
 
Acompanhe nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/AdufsSergipe/

Veja também